//
Últimas reportagens
Opinião

Bah, que mundo mais estranho! I’m a legal alian, I’m a German in Porto Alegre*

                                                                                                      Por Sebastian Lenz**

Com tanta influência europeia na vida urbana, bastante moderna e organizada, Porto Alegre parece para mim como um outro mundo no continente latino. Bom, falta mencionar que  até chegar ao Rio Grande do Sul só havia conhecido regiões do novo continente perto do Equador, que são menos favorecidas economicamente, principalmente se comparadas com o território gaúcho.

Cerveja num balde de Champanha

No começo de meu semestre de intercâmbio, me parecia muito estranho ver os cachorrinhos pequenininhos, que são moda ultimamente, ou os slacklines (atividade cujo objetivo é atravessar uma corda de 2,5 cm de largura) nos quais algumas pessoas se equilibram entre duas arvores no parque da Redenção.

Mas, para mim, originário da Alemanha, o ápice da capital gaúcha é uma cerveja artesanal caríssima que é servida num balde de champanha com gelo.

Cenoura orgânica vs. frango de peito duplo

Acho muito legal ter escolhido justamente Porto Alegre sem saber que aqui há características muito semelhantes a das cidades que acho mais bacanas, lá no velho continente:  Jubilana (Eslovênia), Hamburgo (Alemanha) e Barcelona na Espanha. Entre eles estão: o movimento ciclista, os travestis autoconfiantes e os eventos culturais da nova classe média intelectual.

Também acho saliente o vendedor de legumes orgânicos no brique da Redenção vendendo seus bens muito próximo de uma churrascaria que oferece rodízio por “15 pila”.

Achar estranho indica a falta de conhecer mais

Não sou uma pessoa muito ligada à vida portoalegrense. De fato moro em Porto Alegre há apenas 5 meses e lanço aqui um comentário que deveria ser escrito por um gaúcho que redescobre sua cidade depois de ter vivido um tempão no exterior.

Pode ser que eu esteja achando tudo muito estranho por não ter conhecido suficientes lugares por aqui …

Mas vejam isso como um arranque a uma série de textos sobre Porto Alegre e como é vista a cidade aos olhos de pessoas com raízes culturais diferentes. Se alguns leitores acham errado o que estou comentando aqui, obtive o meu objetivo. Gostaria de conhecer a sua opinião

Coloque a sua forma de ver as coisas, corrija meus erros e faça novas, para que outros possam comentar a sua visão das coisas.

*relacionado à “Englishman in New York” da banda de rock Sting

**Estudante de Geociências da Universidade Técnica de Munique – Alemanha, e atualmente em intercâmbio cultural, estudando no semestre 2011/1 Português e Geologia Marinha e Costeira na UFRGS

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: