//
Últimas reportagens
Meu país, minha língua!

Isso é grego pra mim!

Por Stamatina Banou

“Graecum est; non legitur” era o que os monges latinos diziam quando copiavam manuscritos escritos em grego. Eles consideravam o grego como uma língua difícil e complicada para entender e copiar, talvez por causa do alfabeto grego. O alfabeto latino, o mais utilizado do mundo, é derivado do alfabeto grego, que é o primeiro alfabeto que designou de maneira consistente tanto a consoantes quanto a vogais e o alfabeto grego, por sua vez, foi derivado do alfabeto fenício.

Até hoje a expressão “Isso para mim é grego” é usada por estrangeiros de várias nacionalidades, traduzida em muitas línguas ao redor do mundo, para expressar uma situação quando uma pessoa não entende nada, por exemplo: “Isso para mim é grego, não entendo nada disso”. Mas o que “é grego” para um grego? É verdade que o grego é um idioma tão difícil? Será que só os gregos da Grécia falem grego?

A língua grega (“Ελληνικά”), língua oficial da Grécia (desde 1975) e do Chipre, é falada por cerca de 13 milhões de pessoas. Mas, naturalmente, a forma de uma língua tão antiga não pode permanecer intacta. A língua grega é um idioma indo-europeu surgindo na Grécia, por volta de 1500 a. C. e desde então passou por várias fases de formação e evolução e foi dividido em vários períodos históricos:

a) O período formativo (c. 1500-900 a. C.): a época de Homero, quando a Ilíada e a Odisséia foram compostas.

b) O período clássico (c. 900-330 a. C): o dialeto âtico tornou-se a forma padrão e clássica da língua grega.

c) O período coinê (c. 330 a.C.-330 d.C.): após as conquistas de Alexandre Magno, o grego transformou-se em língua franca e do comércio ao longo do mar Mediterrâneo e do Oriente Médio. Tanto o Novo Testamento como a Septuaginta (a versão grega da Biblia Hebraica) foram compostos neste dialeto grego.

d) O período bizantino (c. 330-1453): o grego foi a língua oficial do Império Bizantino durante o reinado do imperador Constantino Magno. E afinal, a partir do

e) O período moderno (c. séc. XI em diante): surgiu o grego moderno que os gregos falam hoje.

Ainda que o grego moderno seja diferente do grego antigo sob certos aspectos, o grego antigo influenciou bastante não apenas o grego moderno como ele é hoje, mas também outras línguas ao redor do mundo. Muitas palavras gregas são utilizadas até os dias atuais para descrever algumas ciências ou para oferecer a elas uma terminologia rica (Matemática, Física, Filosofia, Filologia, Medicina, Psicologia, Astronomia, etc.)

Muitos acham que não falam nada de grego, porém é quase impossível que isso aconteça. Mesmo quando se fala inglês, uma “língua franca” que unifica todos nós, sefala um pouco de grego. O grego é uma fonte de vocabulário científico internacional e mais de cinquenta mil palavras do vocabulário inglês é derivado do grego. Então, quando se diz “Isso para mim é grego”, deveria significar: “Isso para mim é conhecido!”.

Matina, Estudante de Letras

(Grécia)


Discussão

Um comentário sobre “Isso é grego pra mim!

  1. Belo texto, Matina! Engraçado e informativo! Legal saber que posso dizer “conheço grego”. Abraços

    Publicado por Bruno Coelho | 05/07/2011, 10:21 AM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: